?

Log in

No account? Create an account
Covil Royal
Dormi na praça, Bruno e Marrone 
26th-Apr-2014 01:31 am
sigma
Ana Lorena.
Quando tinhamos 6 anos, prometemos que íamos nos casar.
Ela me deu um abraço e me chamou de filho da puta.
Marlene.
Emprestei borracha. Disse que a assistia na sala.
Ela disse que eu era estúpido e que me odiaria pra sempre.
Cíntia.
Vencia trufa. Comprei e a abracei.
Ela me jogou ao chão e disse que eu era um merda.
Satine.
Abriu meu coração. Senti desejo. A toquei.
Ela matou a irmã, fugiu.
Marta.
Nos amamos.
Ela se matou.
Meiriane.
Ela me odiava.
Se casou comigo.
Me apaixonei.
Não tivemos filhos.
Ela me traiu e me deixou.

Eu dormi na praça
pensando nela

Um guarda passou, eu disse
"seu guarda seja meu amigo,
me bata, me prenda,
faça tudo comigo,
só não me deixe ficar sem ela"

Ele não fez nada disso.
Sentou ao meu lado.
Tocou minha mão.
Me ofereceu algodão doce.
Nos beijamos.

Eu sou Antônio,
eu amei Martheus mais do que todos que já me cruzaram.

Mas o tempo foi cruel e levou Antônio de mim.

Morri, encontrei meu cachorro que morreu.
Mas onde foram todos meus amantes?
Fui perguntar ao anjo do céu.
Ele falou que só quem foi corno a vida inteira,
alcança o paraíso.

Download Audiobook por @Iansrv
This page was loaded Sep 22nd 2017, 4:31 am GMT.